domingo, 6 de novembro de 2011

Aditivos mais relacionados à alergia

Os campeões na provocação de alergia são os corantes, em especial os sintéticos. Corantes naturais costumam ser bem tolerados e raramente provocam alergia. Seguem-se os conservantes e adoçantes.
Corantes: são utilizados para melhorar o paladar, a aparência ou mesmo como excipiente de alimentos, estando presentes em inúmeros produtos: sucos, balas, gelatinas, molhos, refrigerantes, laticínios, etc. Além disso, podem ser usados na fabricação de remédios.

Tipos de Corantes:


- Azocorantes ou corantes amarelos: tartrazina, o ponceau e o amarelo crepúsculo

- Não azocorantes: azul brilhante, a eritrozina e a indigotina.


Corantes amarelos ou azocorantes podem causar alguns tipos de alergia e muito discutidos, mas, na prática, verifica-se que a prevalência é baixa.
São 3 os corantes amarelos mais utilizados:
- Tartrazina: códigos E 102, FD&C (Federal Food, Drug and Cosmetic Act) yellow nº5 e INS (International Numbering System) 102;

- Amarelo de Quinolina: códigos E104;
- Amarelo crepúsculo FCF: códigos E 110, FD&C yellow nº6, INS 110.
Tartrazina: é o corante mais citado e deriva de uma substância denominada coaltar, que contém algumas semelhanças com o ácido acetil salicílico (AAS) e outros anti-inflamatórios não hormonais. Por isso, acredita-se que algumas pessoas sensíveis a estes remédios poderiam também ter reação alérgica ao ingerir tartrazina. Mas, este fato é raro e não ocorre comumente, devendo ser avaliado caso a caso. A quantidade de tartrazina contida nos medicamentos não é significativa para provocar alergia, mas como é obrigatório referir na bula o aviso de que pode causar asma em pessoas sensíveis ao AAS, muitas vezes confunde o paciente. Atualmente são poucos os remédios contendo corantes derivados da tartrazina.
Glutamato monossódico: usado para realçar o sabor dos alimentos, é comumente encontrado em temperos prontos, tabletes de caldos, sopas e molhos orientais. Este produto também é utilizado na culinária chinesa e pode produzir uma síndrome caracterizada por: sensação de fraqueza, sudorese, dor de cabeça, dor torácica e sensação de queimação no corpo. A quantidade de glutamato monossódico que pode causar esses sintomas varia de pessoa para pessoa.

Aspartame: é um dos adoçantes mais consumidos, substituindo o açúcar ou em inúmeros produtos diet, pastilhas, doces, medicamentos,etc. É relatado dor de cabeça, urticária e angioedema relacionados à ingestão de aspartame.


Sulfitos:usados em alimentos como conservantes, antioxidantes, para inibir o escurecimento de alimentos e em alguns medicamento. Verifica-se que quanto maior a concentração de sulfitos, maior será o risco de reações em pessoas sensíveis. Estas concentrações podem variar de menos de 10 partes por milhão até níveis superiores a 2000 ppm. Considera-se um conteúdo alto acima de 100ppm. O vinho, por exemplo, contém alto teor de sulfito. Batatas fritas congeladas, caldos e molhos, cerveja, sopas, vinagre, geléias, gelatinas, massas de pizza congeladas, sucos de uva, e muitos outros produtos também podem conter sulfitos.



Manifestações clínicas

As reações verdadeiramente alérgicas aos aditivos são raras. São de aparecimento rápido, surgindo até 1 hora após a ingestão e podem ocorrer com quantidades mínimas ingeridas. Podem se manifestar através de sintomas variados, na pele (urticária, angioedema), no sistema respiratório (falta de ar, broncoespasmo) ou com sintomas gerais (vômitos, cólicas). Sabe-se que alguns tipos de aftas de repetição e estomatite alérgica de contato podem ser relacionadas com a ingestão de aditivos alimentares.

salada


Conclusões

- Reações alérgicas aos aditivos alimentares são raras e por isso não justifica a suspensão da ingestão em qualquer pessoa portadora de doenças alérgicas. No passado era costume proibir corantes amarelos para crianças asmáticas, mas hoje esta atitude não se justifica.

- Não existem testes (na pele ou no sangue) eficazes para diagnóstico de alergia aos corantes. 


- Dietas devem ser feitas com a indicação do médico alergista.
 

- Prefira alimentos naturais. Uma fruta ou um suco são certamente mais saudáveis comparados a refrigerantes e produtos artificializados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário